Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Pólis

The Pólis

  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

  • Trecho

    -Tão novo... e já se foi.
    - Sim mas agora deve estar a receber uma massagem.
    - Hã?
    - Esquece.


    O desabafo foi espontaneamente largado, sem ter atenção a que nem todos privaram o mesmo tempo com o falecido ao ponto de terem ouvido uma das suas mais divertidas divagações:

    "Se houver céu, espero que seja um sítio onde nos fazem uma massagem nas costas para o resto da eternidade."

    Maria das Dores Meira & João Maria Lda

    a conta fica para o setubalense

    external-content.duckduckgo.jpeg

     

     



    A saga das decorações na belíssima cidade de Setúbal continua ao rubro. Ou melhor, devia continuar ao rubro, dado que ultimamente têm surgido novas informações que parecem ser interessantes para toda a gente, menos para os jornalistas.

    Aquando do Natal, a estoirou a polémica das múltiplas contratações em decoração, da câmara municipal de Setúbal ao decorador João Maria. Quase 250 mil euros só ano passado, que por acaso foi só o ano em que se iniciou a pandemia e em que secalhar os 250 mil euros poderiam ter feito jeito para ajudar alguém.

    Numa pesquisa superifical ao site BASE, onde se consultam os ajustes directos e outras contratações públicas neste país, podíamos verificar que era prática comum, nos último anos, a CM Setúbal recorrer aos serviços de decoração do sr. João Maria. No entanto, nunca se tinha chegado aos valores a que se chegou o ano passado.

    O facto gerou muita indignação mas mereceu pouca atenção do Executivo liderado por Maria das Dores Meira, que como já é hábito se finge de morta quando há críticas indefensáveis à sua gestão. Acontece que, como dizia uma juventude partidária aos jornais, as decorações de Natal eram afinal apenas a "ponta do icebergue".

    Este mês, um blog expôs mais uma descarada movimentação do sr. decorador oficial do reino, João Maria, para continuar a receber ajustes directos da Câmara Municipal de Setúbal. Numa tentativa de chamar menos à atenção e simultaneamente chamar-nos a todos parvos, João Maria criou uma panóplia de empresas para que os ajustes directos não sejam todos atribuídos a uma só entidade, mas a várias. Dá-se uma aparência de diversidade na escolha do prestador de serviços, mas no final vai tudo para ao mesmo bolso: o de sua excelência, João Maria.

    ajustesdirectosjoaomaria.jpg


    Também esta semana, foi divulgado no Facebook um recorte de jornal, que revelou que a relação entre a atual presidente da câmara de Setúbal e o atual decorador oficial da câmara de Setúbal já vem de longe...

    Euxeo-vWQAQ7IhX.jpg


    Estes novos dados, expostos e acessíveis a qualquer um de nós, infelizmente não têm merecido a devida atenção dos media regionais, que, como sempre continuam a fazer um jornalismo que não incomoda nem pretende sequer melgar um bocadinho.

    Os media regionais continuam a querer ser sites de publicidade, com medo de afrontar o poder local, expondo os seus podres. O jornalismo em Setúbal não se interessa pelo favorecimento de amigos ou pelas portas giratórias.

    Ninguém se incomoda com este por e dispor da sra. presidente, que às claras, na nossa cara, ajuda os amigos com negociatas que nos custam milhares de euros.

    A rede clientelar da CDU em Setúbal tem tido um crescimento proporcional às maiorias absolutas e aos anos que acumula na cidade sadina. É preocupante, mas ainda poucos se parecem preocupar. Pelo menos os que ainda não pertencem à lista de bajuladores oficiais ou de silenciados com um favorzinho ou outro.