Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Pólis

The Pólis

  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

  • O povo tem de ensinar uma lição ao PCP

    ErZVFcDXEAEvwaq.jpg

    A campanha eleitoral para as presidenciais começou ontem (oficialmente) com o PCP a começar tão mal como terminou o ano 2020.

    A organização de campanha de João Ferreira, realizou um comício no Coliseu do Porto. Centenas de pessoas num espaço fechado, um "ajuntamento", protagonizado mais uma vez por um partido com responsabilidades sobre as nossas vidas.

    Experienciamos o momento mais crítico da crise sanitária no nosso país, com o número de infetados a aumentar a um ritmo de 10 mil casos por dia,  colocando em risco o colapso do sistema de saúde. Os comunistas, que o querem tanto defender, em vez de darem o exemplo, em vez de se solidarizarem com o esforço anunciado que teremos de fazer de novo de confinamento, optam por fazer uma demonstração de força.
    Depois do Avante, depois do Congresso, o Partido Comunista Português volta a contribuir para que as pessoas achem que os políticos são uma cambada de privilegiados, irresponsáveis que apenas se interessam por eleições.

    Há crianças e jovens que todos os dias têm aulas de janelas e portas abertas, porque cerca 30 pessoas numa sala de aula é demais. Há idosos que não contactam as famílias há meses, para não falar nos que estão internados e a quem apenas permitem visitas se for para se despedirem.
    Pais com dificuldades para pagar as contas porque a oscilação dos números de infetados é também a oscilação de abertura e fecho dos seus sustentos.

    Nada disto toca o coração dos comunistas, que investiram forte e feio nesta campanha presidencial, e que nos dizem, ao realizar mais um ajuntamento num momento crítico: "Vão-se lixar! Vão-se lixar que nós não orçamentámos 450 mil euros para agora cancelarmos as ações de campanha só porque vocês, as vossas famílias, os vossos amigos e conhecidos andam a sofrer, a endoidecer ou a morrer. Têm de ficar em casa? Problema vosso. Inscrevam-se num partido e venham disfrutar da liberdade de poder fazer tudo o que nos apetece, quando nos apetece, sem consequências."

    Por 3 vezes o PCP já nos faltou ao respeito descaradamente. 3 vezes em que se dizem acima dos restantes portugueses, 3 vezes em que se estiveram a lixar para nós.
    Este ano existem duas eleições: Presidenciais e Autárquicas. Nós, o povo, temos de de lhes ensinar que a merda que fazem tem consequências. Que sem nós não são ninguém. Antes de lutarem pelos poleiros, lutem por nos conquistar. Nas próximas eleições espero que tenhamos a capacidade de castigar e reeducar os comunistas. De lhes dar uma lição de humildade. Que o desprezo pelos mortos e infetados lhes custe muitos votos, é o meu desejo fora de horas para 2021.


    PS: Também ontem foi noticiado que o candidato que realmente vem do povo, o candidato que menos dinheiro tem para gastar em campanha e que tem sido renegado pelo "sistema", teve a humanidade de cancelar as ações de campanha durante o período de confinamento dos portugueses. Este percebe que tem de ser solidário connosco.